Loading...
NOSSA PROPOSTA

Este blog é uma realização de jovens jornalistas da Universidade Salgado de Oliveira, em Niterói, trazendo o que acontece na cidade e adjacências nas áreas de educação, moda, cultura, lazer, esportes, política, economia, responsabilidade social e temas da atualidade, destacando o jornalismo comunitário.

Pesquisar este blog

sábado, 1 de outubro de 2011

DENÚNCIAS LEVAM OAB E MINISTÉRIO PÚLICO A COBRAREM MAIS ACESSIBILIDADE NO ROCK IN RIO


Renato Landim

Diante dos relatos quanto às condições de acessibilidade no Rock in Rio, a Ordem dos Advogados do Brasil, seção Rio e o Ministério Público formaram uma equipe para verificar os espaços reservados, acomodações e questões ligadas à segurança do evento de música, na Barra da Tijuca.

A vistoria feita nesta quarta-feira pelo Presidente da Comissão da Pessoa com Deficiência da OAB, Geraldo Nogueira, e o promotor Rafael Lemos de Souza, do Ministério Público, considerou que o local oferece uma acessibilidade razoável. Com relação aos sanitários, o grupo verificou a existência de apenas uma cabine de banheiro químico adaptada em cada área de banheiros, considerado pouco por especialistas.
Outra observação diz respeito à área reservada para as pessoas com deficiência assistirem aos shows. O parapeito é alto, o que, segundo os advogados, pode dificultar a visão dos que têm estatura mais baixa. Outro problema constatado foi quanto às vias de acesso para o setor, que passam pelo meio do público em geral, podendo dificultar a chegada ou a saída dos deficientes.

O transporte público também foi alvo das reclamações que chegaram à OAB. A organização prometera vans exclusivas para cadeirantes, partindo do Terminal Alvorada e do Via Parque até o interior da Cidade do Rock. No entanto, o grupo não pôde inspecionar esses veículos, mas  recebeu a informação de que os ônibus especiais estão aptos a receber pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção. 

A Comissão da OAB recebeu também relatos de despreparo por parte de funcionários para fornecer as informações para os deficientes físicos quanto à acessibilidade.
Aos advogados, a organização do Rock in Rio comprometeu-se a fazer reuniões com os funcionários para que as informações sejam transmitidas aos deficientes físicos de maneira correta. O RIO COMUNIDADE, por sua vez, tentou por diversas vezes entrar em contato com a assessoria de imprensa do evento para obter respostas quanto às reclamações feitas pelos deficientes físicos. Até o momento ainda não houve retorno aos e-mails enviados. 
Logomarca do Festival (imagem:divulgação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário