Loading...
NOSSA PROPOSTA

Este blog é uma realização de jovens jornalistas da Universidade Salgado de Oliveira, em Niterói, trazendo o que acontece na cidade e adjacências nas áreas de educação, moda, cultura, lazer, esportes, política, economia, responsabilidade social e temas da atualidade, destacando o jornalismo comunitário.

Pesquisar este blog

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

MODELO PAULISTA AMPUTADA DESFILA NA GRANDE RIO

Renato Landim

 
A escola de samba Grande Rio convidou Haonê Thinar, musa da Mancha Verde, agremiação de São Paulo. O presidente de honra da escola da Baixada, Jayder Soares, tomou a decisão tão logo ficou sabendo da história da moça e quis que ela integrasse o enredo sobre superação “Eu acredito em você. E você?”, segundo o jornal O Dia.

Amputada da perna direita aos nove anos devido a um tumor ósseo, Haonê participou, em uma praia de Fortaleza, do concurso para eleger a musa do Carnaval de São Paulo, promovido pelo programa “Caldeirão do Huck”, da TV Globo. Ovacionada pelo público, a modelo não chegou à final da prova, mas o apresentador Luciano Huck fes questão da presença da jovem na final. A atração tem previsão de ir ao ar no dia 7 de janeiro. 
 
 Haonê Thinar, musa da Mancha Verde vai desfilar na Grande Rio em 2012. (foto: divulgação)

MINHA CASA, MINHA VIDA CRIA COTAS PARA DEFICIENTES

Renato Landim


O Governo acaba de divulgar a alteração nas regras de seleção dos candidatos ao programa Minha Casa, Minha Vida. Agora, três por cento das unidades serão destinadas às pessoas com deficiência ou suas famílias.

Os beneficiários, contudo, precisam estar inscritos em programas habitacionais de seus estados para ter direito ao ingresso no programa. O Minha Casa, Minha Vida é um projeto habitacional do governo federal em parceria com estados e municípios. Lançado em 2009, a meta era construir 1 milhão de moradias populares.

FARMÁCIAS DO RIO TERÃO LISTA DE GENÉRICOS EM BRAILE

Renato Landim


Agora é lei. As farmácias do Estado do Rio terão de oferecer lista de medicamentos genéricos em braile para os deficientes visuais. O governador Sérgio Cabral sancionou a lei 6.121/11, proposta do deputado Bernardo Rossi (PMDB) e está em vigor desde o dia 22. Os estabelecimentos que descumprirem as normas estão sujeitas a penalidades que variam da advertência e multas ao fechamento da farmácia.


sábado, 24 de dezembro de 2011

DEFICIENTES VERÃO DE GRAÇA JOGOS DA COPA 2014

Renato Landim


A Confederação Brasileira de Futebol confirmou que vai doar aos deficientes físicos 32 mil ingressos da Copa do Mundo em 2014. O anúncio, no Rio de Janeiro, reuniu o membro do Conselho Organizador Local (COL), Ronaldo Nazário, e o deputado federal Romário entre outros parlamentares ligados à causa. A decisão saiu uma semana depois de apelo nesse sentido feito pelos ex-craques ao presidente da entidade, Ricardo Teixeira.

Segundo o site da CBF, a forma de distribuição e a categoria dos ingressos será definida posteriormente. Serão 500 para cada partida da Copa do Mundo- serão 64 ao todo. Além dos deficientes, os acompanhantes, se necessário, também poderão assistir aos jogos. A expectativa é que a CBF gaste cerca de U$1,5 milhão com os bilhetes e, como confederação do país participante e além de sede do torneio, a entidade tinha o direito de comprar os ingressos.

Emocionado durante o evento, Romário, vice-presidente da Frente Parlamentar de Defesa da Pessoa com Deficiência, se disse surpreso e feliz com a decisão da CBF . “Esta é uma causa do Brasil. Cada vez vem existindo mais respeito e diminuindo o preconceito com as pessoas com deficiência. Estou cumprindo meu deve”, frisou o parlamentar. O presidente Ricardo Teixeira, por sua vez, manifestou orgulho pelo engajamento da CBF na iniciativa.
Romário e Ronaldo(ao centro) durante evento no Rio:deficientes fisicos terão ingresso gratuito em jogos da Copa de 2014 (foto: CBF)

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

NITEROI SEDIA FINAL DO CARIOCA DE FUTEBOL DE 7

Renato Landim


A final do Campeonato Carioca de Futebol de 7 para paralisados cerebrais acontece neste sábado, em Niterói. O título será disputado entre o Botafogo/Superar e a Andef. A partida será às 10h, no Praia Clube São Francisco.

‘ANJOS DE VISÃO’ PROMOVEM BAILE EM PROL DA INCLUSÃO SOCIAL

Renato Landim

O grupo Anjos de Visão promove neste sábado, dia 17, o Baile Aquele Abraço, no Clube Militar na Praia Vermelha, a partir das 21h, em que será lançado o novo CD de sambas do deficiente visual Waldir Lopes e haverá exposição de quadros do artista plástico tetraplégico Luciano Alves, que pinta com os pés. Além de um encontro de confraternização, o evento pretende promover a inclusão social mostrando a superaçã dos deficientes físicos.

Os convites já estão à venda e custam entre R$20 e R$15. Para os deficientes integrantes do grupo o valor é de R$10. Na ocasião será apresentado um quadro de Luciano, que será rifado no próximo dia 24 e o CD de Waldir estará à disposição por R$10. O baile pretende reviver canções dos anos 1960 aos 1980, com a Banda Rio Flash Back.  Informações pelo telefone (21)7529-4983.
Cartaz do baile beneficente do grupo Anjos de Visão, neste sábado, no Clube Militar.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

CORAL EM LIBRAS NO CCBB

Renato Landim

Dentro de sua programação de eventos natalinos, o Centro Cultural Banco do Brasil, vai apresentar neste sábado, dia 17, o Coral de Libras Comunitá-Rio. A apresentação tem início marcado para às 12:30h e o objetivo do evento é mostrar e divulgar a língua brasileira de sinais, comunicação com a qual os deficientes auditivos interagem entre si.

Com um ano de existência, os integrantes do coral são moradores da comunidade da Rocinha, zona sul do Rio e, alguns deles, ingressaram no curso de formação de intérpretes de Libras.

CARTÃO FAMÍLIA CARIOCA ABRANGE CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA

Renato Landim

O programa Cartão Família Carioca, da Prefeitura do Rio, será ampliado e, em 2012, vai atender também as crianças com deficiência. O anúncio foi do prefeito Eduardo Paes, ao fazer um balanço sobre o primeiro ano do projeto. Segundo ele, a meta agora é ampliar o número de famílias atendidas e dobrar os benefícios para os deficientes.

De acordo com a Prefeitura, foram beneficiadas cerca de 98 mil famílias, retirando 420 mil pessoas da linha de pobreza, aquelas que atualmente vivem com menos de R$ 108 por mês por pessoa. Os valores a serem recebidos variam de acordo com a renda per capta e o número de beneficiários por domicílio.

A Prefeitura revelou também, respaldada em estudo da Fundação Getúlio Vargas, bons resultados que os alunos pobres obtiveram com o auxílio do programa. De acordo com a secretária municipal de educação, Claudia Costin, em 2009, o Rio tinha cerca de 9.500 crianças com deficiência na escola e, atualmente, esse número chega a 10.200

Cerca de 80% dos cadastrados no programa de transferência de renda vivem nas zonas oeste e norte do Rio, regiões mais carentes da cidade. Para se cadastrar, as famílias devem procurar uma das unidades do Centro de Referência de Assistência Social. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 0800-095-1746.

PEÇA TEATRAL ABORDA A RELAÇÃO COM A SÍNDROME DE DOWN

Renato Landim


A chegada do primeiro filho com Síndrome de Down e as reflexões que envolvem a paternidade são o tema principal da peça O Filho Eterno, em cartaz na Sala Fernanda Montenegro, do Teatro Leblon, Hoje, o espetáculo começa às 21h.

No palco, Charles Fricks, da Companhia Atores de Laura, mostra a luta diária de um homem que precisa lidar com as decepções que um filho pode trazer. A peça é a adaptação teatral da obra de Cristovão Tezza, que ganhou prêmios literários nacionais e internacionais. A versão no teatro de O Filho Eterno é de Bruno Lara, sob a direção de Daniel Herz.
Cartaz da peça Filho Eterno, em cartaz na sala Fernanda Montenegro, no teatro Leblon

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

“FELIZ ANO NOVO” PROVOCA EXPERIÊNCIA SENSORIAL

Texto e fotos Renato Landim

A partir de uma conversa com seu filho, o pai relembra um encontro num réveillon com a mulher que foi o amor de sua vida. Essa é a linha mestra da peça Feliz Ano Novo, do Teatro dos Sentidos, que neste fim de semana encerra sua temporada no Espaço do Museu do Universo do Planetário da Gávea. Entretanto, a proposta do grupo é de uma experiência sensorial na qual cada pessoa da plateia compreende o espetáculo de forma particular.

Antes de entrar na área da peça, o público recebe uma venda nos olhos e, dessa forma, deficientes visuais e videntes ficam em igualdades de condições. Durante a encenação, são estimulados o olfato, o paladar, a audição e o tato. Menos a visão. “Foi incrível. Essa é uma experiência na qual todas as pessoas deveriam passar, sendo um exercício de se colocar no lugar do outro”, destacou a empresária e cantora Ana Paula Cuba, que acompanhava a deficiente visual Ivete Rita. Ela revelou que, por algumas vezes, perdeu a compreensão de certas situações, pois o elemento visual é muito forte.

Acompanhada de Jimmy, seu cão guia, e de sua filha, a advogada Deborah Prates disse ter adorado a proposta da peça, pois sempre defendeu que a sociedade precisasse fazer o que classificou de “troca de máscara”, entendendo assim a realidade das pessoas que não enxergam. Ela ressaltou o fato de o espetáculo provocar em cada um a busca por um novo olhar sobre a narrativa. “Para os cegos não foi um desafio, mas um imenso prazer” revelou a advogada, acrescentando que entender uma atração cultural sem o recurso da audiodescrição é tudo o que deficiente visual deseja.

Ainda se refazendo da experiência com aromas, mugidos de vacas, champange, entre outros, a secretária Júlia Medeiros contou ter ficado encantada com a proposta da peça. “Nunca tinha sentido isso. Eu de fato me senti participando da história e, como tenho medo do mar, fiquei aflita com a cena do navio balançando. Fiquei com medo”, descreveu em meio a risos e procurando água para voltar à calma.

A autora, diretora do espetáculo e idealizadora do Teatro dos Sentidos, Paula Wenke, atribuiu a sua formação cristã o fato de suas realizações sempre privilegiarem o semelhante. “A princípio, as pessoas desconfiam, mas acabam se surpreendendo, pois ativam a memória, o imaginário”, ressalta. Além de trazer o público ao universo dos deficientes visuais com a peça, Paula salienta que incluiu no elenco pessoas que ela classifica de diferentes, como anãos, obesos e gays, entre outros, depois de certa vez ter sido indagada por um cadeirante de que poderia fazer o papel do comandante na trama.

“Feliz Ano Novo” terá sessões neste sábado e domingo, às 20h, na Gávea. Os ingressos custam R$ 30, 00. De acordo com a administração do Planetário, o espaço reúne condições de acessibilidade.
Público tem olhos vendados para acompanhar a peça Feliz Ano Novo
Espetáculo conduz à experiência sensorial: temporada 2011 encerra-se neste fim de semana

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

NITEROI ACOLHE COM CARINHO MEDALHISTAS DO PARAPANAMERICANO

Renato Landim

O cenário parecia desfile após uma conquista de Copa do Mundo de futebol. Atletas no alto do carro do Corpo de Bombeiros, buzinaço e acenos em retribuição. No caso, eram desportistas da Andef, medalhistas do último Parapan-americano, na cidade mexicana de Guadalaraja, sendo recepcionados pelas principais vias de Niterói.

Das ruas, Clodoaldo Silva, conhecido como “Tubarão das Piscinas”, Camile Rodrigues, João Luis e Alexandre Gouveia receberam aplausos e sorrisos de várias pessoas. Da janela de apartamentos ou de prédios comerciais, o panorama era o mesmo, como foi o caso do advogado Júlio César Medeiros, que gritou e acenou efusivamente para o grupo. “Sou fã de esporte e ainda mais deles. Eles superam barreiras, são autênticos guerreiros e um exemplo de vida para nós”, acrescentou o praticante de basquete amador.

O dia de homenagens terminou na Câmara Municipal, onde os atletas receberam placas comemorativas por representar o Brasil na competição. Os grupo da Andef foi responsável por 14 das 197 medalhas conquistas pelo Brasil em Guadalajara, obtendo o bicampeonato no quadro geral com 81 de ouro, 61 de prata e 55 de bronze.
Atletas da Andef medalhistas no Parapan são recepcionados com aplausos em Niteroi
Homenagem aos atletas na Câmara Municipal de Niterói (fotos: Danielle Lima/Andef)

“EMILINHA E MARLENE” PARA DEFICIENTES VISUAIS TERÁ ÚLTIMA SESSÃO DO ANO

Renato Landim

Os deficientes visuais poderão acompanhar nesta sexta-feira, dia 9, a sessão do musical Emilinha e Marlene – As Rainhas do Rádio, no teatro Maison de France, com o recurso da audiodescrição. Um dos atuais sucessos da temporada carioca, o espetáculo encerra suas atividades do ano, retornando aos palcos em 5 de janeiro. O espetáculo começa às 19:30h e o ingresso custa R$30,00, em promoção estendida também para o acompanhante do deficiente,. O teatro fica na Av. Presidente Antônio Carlos, 58, Centro.

A organização do teatro e a produção do espetáculo dispõem de funcionários orientados a auxiliar os deficientes visuais tanto quanto chegar ao local para se dirigir a seus assentos. Segundo a direção do Maison de France, o espaço apresenta condições plenas de acessibilidade. No palco, as atrizes Vanessa Gerbelli e Solange Badin interpretam as duas estrelas da época de ouro do rádio, principalmente da Nacional. A rivalidade que marcou a carreira das cantoras é tanta que a plateia é separada em dois setores distintos: os fãs de Emilinha Borba e de Marlene.

Além da dupla, compõem o elenco Stella Maria Rodrigues, Ângela Rebello, Rosa Douat, Cristiano Gualda, Luiz Nicolau, Ettore Zuim, Mona Vilardo e Cilene Guedes, acompanhados pelos músicos Affonso Neto (bateria), Clay Protásio (baixo), Jonas Corrêa (trombone), Eduardo Santana (trumpete) e Gabriel Gabriel (saxofone).

Cartaz do musical Emilinha e Marlene, no Maison de France, encerra temporada de sucesso em 2011

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

AÇÃO NO RIO DIVULGA VALE SOCIAL E CAPACIDADE DO DEFICIENTE

Renato Landim

Na véspera do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, a Cinelândia foi palco de uma série de atividades sociais, culturais e esportivas em alusão à data. Promovido pela Andef, o público carioca pôde acompanhar  a exibição do time de basquete de cadeira de rodas da entidade e até experimentar algumas jogadas e arremessos como um dos atletas. Quem também arrancou aplausos do público foi o Grupo de Dança Corpo em Movimento, que mescla cadeirantes e pessoas sem deficiência.


Para promover o Vale Social, que garante a gratuidade para deficientes físicos e doentes crônicos em tratamento no Estado, a Secretaria de Transportes disponibilizou uma equipe para dar informações sobre o programa. Em entrevista ao site SRZD, o secretário Júlio Lopes destacou a importância do Vale por se tratar, segundo ele, de um programa sério e que garante a essas pessoas um nível de qualidade de vida. A coordenadora geral do programa, Dora Nadja Pereira salientou que procura estabelecer parcerias com entidades representativas do segmento para ampliar o alcance do programa.

TROPA DE ELITE EM CARTAZ NO CINE LEGENDADO E AUDIODESCRITO

Renato Landim

Tropa de Elite 2 é o cartaz do último filme da temporada na mostra Cinema Nacional Legendado e Audiodescrito do Centro Cultural Banco do Brasil. As exibições serão neste sábado e domingo, às 16 horas. A entrada é franca, mas as senhas são distribuídas meia hora antes.

Na sessão do dia 10, após a exibição do filme haverá um bate papo com o ator do filme Sandro Rocha. Tropa de Elite-2 tem direção de José Padilha e no elenco, Wagner Moura, André Ramiro, Maria Ribeiro e Milhem Cortaz, entre outros.
Cartaz do filme Tropa de Elite-2 em sessão no CCBB neste fim de semana

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

DEFICIENTES VISUAIS ELOGIAM AUDIODESCRIÇÃO EM “EMILINHA E MARLENE”

Renato Landim

O figurino das protagonistas, a localização dos atores no palco e a reverência às cantoras no final do espetáculo são momentos que os deficientes visuais podem acompanhar sem problemas durante apresentação do musical Emilinha e Marlene – As Rainhas do Rádio, em cartaz no Teatro Maison de France, graças ao sistema de audiodescrição, disponibilizado em uma sessão por mês. Na apresentação de novembro, um grupo de cegos adorou o trabalho e o espetáculo, por consequência. A última sessão do ano será nesta sexta-feira, às 19:30h.

A educadora Maria Helena Pena considerou que o serviço realmente ajuda os deficientes visuais a acompanhar passo a passo o enredo da peça. Sem a audiodescrição, de acordo com ela, ficaria uma lacuna e dá a possibilidade de fazer comentários precisos sobre a obra com outras pessoas. Opinião semelhante teve o Hercen Hildbrandt, do Instituto Benjamin Constant. Em sua opinião, o serviço melhora a compreensão da peça e destaca a qualidade do trabalho realizado no musical. Ele conta que já frequentou várias peças sem o auxílio, mas ressalta que com a audiodescrição é realmente melhor para os cegos.

Em estada no Rio, o gaúcho Cristian Sehnem classificou de fundamental a audiodescrição em espetáculos culturais, ainda mais,  segundo ele, em musicais. Com isso, frisa, é possível compreender o enredo da peça. Ele compara assistir um filme sem audiodescrição a jogar seu tempo no lixo por não ter como entender com precisão o que se passa.

O espetáculo desta sexta-feira, dia 9, começa às 19:30h e o ingresso custa R$30,00, em promoção estendida também para o acompanhante do deficiente, segundo informa a produção da peça. O teatro Maison de France fica na Av. Presidente Antônio Carlos, 58, Centro, e, segundo a administração, o espaço oferece condições satisfatórias de acessibilidade.

No palco, as atrizes Vanessa Gerbelli e Solange Badin interpretam as duas estrelas da época de ouro do rádio, principalmente da Rádio Nacional. A rivalidade que marcou a carreira das cantoras é tanta que os ingressos para a peça são vendidos para dois setores distintos: os fãs de Emilinha Borba e os de Marlene.

domingo, 4 de dezembro de 2011

ENCONTRO DA REDE ACESSÍVEL PROMOVE INTERCÂMBIO ENTRE SEUS PARES EM NITERÓI

Renato Landim

Do virtual para o real. A Câmara Municipal de Niterói recebeu os integrantes do Primeiro Encontro da Rede Acessível, dentro do projeto Niterói Encontro com América do Sul. Em duas partes, o evento promoveu discussões sobre acessibilidade, adequação urbana, inclusão e empregabilidade e cidadania.

Participaram a mestre em arquitetura, Beatriz Vasconcelos, os assessores de acessibilidade da Secretaria de Acessibilidade de Niterói, Augusto Alves e Francisco Meireles. Também palestraram a presidente da Associação de Intérpretes de Libras do Rio, Gildete Amorim, o gerente de convênios da Andef, Anderson Lopes e o deficiente visual Alessandro Câmara.

De Cuzco, no Peru, dois representantes da Federação de Pessoas com Deficiência mostraram os trabalhos de atendimento e atenção ao deficiente físico desenvolvidos naquele país. Um dos pontos altos foi a palestra de Marta Fellows, presidente da Cooperativa Profissional de Conservação e Restauro de Bens (COOP), que falou sobre o trabalho de recolocação social das pessoas com deficiência intelectual. Ao lado dela, o aluno Mauro contou um pouco de sua trajetória antes e depois da atividade.

Criada em 2011, a Rede Acessível é uma ferramenta virtual de comunicação e integração na cidade de Niterói em prol da acessibilidade, na qual são discutidos assuntos ligados ao tema e são promovidos o intercâmbio e a troca de serviços entre seus pares. Atualmente, a rede conta com 96 membros, oriundos de diversos segmentos relacionados com a pessoa com deficiência. A idealizadora da rede, Ione Ayres, assessora de acessibilidade e empregabilidade da secretaria, classificou como positiva a primeira reunião, apesar de várias ausências. Segundo ela, o evento serviu de preparação para futuros encontros.

sábado, 3 de dezembro de 2011

EVENTOS NO RIO CELEBRAM DIA INTERNACIONAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

Renato Landim

Para celebrar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, a Secretaria da Pessoa com Deficiência do Rio programou uma série de atividades neste sábado, no CIAD, no Centro da cidade.

Além da exposição de quadros feitos por artistas que usam a boca ou os pés, houve apresentação de dança de cadeira de rodas com o Grupo Pulsar. O público pode acompanhar ainda um show do Unicirco, comandado pelo ator Marcos Frota e apresentação de capoeira adaptada. O final foi em ritmo de samba, com integrantes dos Embaixadores da Alegria, primeira escola de samba formada por deficientes físicos.

Na sexta feira, os cariocas também puderam acompanhar várias atividades alusivas a data, promovida pela Andef, na Cinelândia. O público vibrou com a exibição do time de basquete de cadeira de rodas da entidade e até pôde experimentar algumas jogadas e arremessos como um dos atletas. Quem também arrancou aplausos do público foi o Grupo de Dança Corpo em Movimento, que mescla cadeirantes e pessoas sem deficiência.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

EVENTO NO CENTRO DO RIO COMEMORA DIA INTERNACIONAL DO DEFICIENTE

Renato Landim

A Cinelândia, no Centro do Rio, está sendo palco de várias atividades em comemoração ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, a ser celebrado amanhã. A Andef  programou várias atividades ao ar livre e gratuitas, como uma exibição de jogo de basquete em cadeira de rodas e show de dança também em cadeira de rodas.

Uma das atrações que vem encantando o público é a pintura com a boca por deficientes físicos. Além disso, o público pode colher informações sobre diversos segmentos ligados à deficiência e também sobre o Vale Social, da Secretaria de Transportes do Estado.

PEÇA NO RIO PROMOVE EXPERIÊNCIA SENSORIAL

Renato Landim

Um espetáculo teatral no Rio promove adaptações para integrar a participação das pessoas com deficiência visual. O Teatro dos Sentidos-Feliz Ano Novo é anunciado como uma nova técnica de encenação concebida especialmente para os cegos ou ao público em geral, com os olhos vendados. O enredo do drama destaca uma conversa entre um menino e seu pai, quando ele começa a relembrar do encontro num réveillon com a mulher que foi o amor de sua vida.

A peça é apresentada aos sábados e domingos, às 20h, no Planetário da Gávea. O ingresso custa R$30,00, mas na campanha Teatro para Todos o valor é de R$10,00. A direção é de Paula Wenke e no elenco estão Cacau Berredo, Camila Maia, Daniella Macie, Igor Ribeiro, entre outros.

CLAUDIA WERNECK LANÇA LIVRO INFANTIL NO RIO

Renato Landim

A jornalista e escritora Claudia Werneck lança neste domingo, dia 4, o livro “Sonhos do Dia”, pela WVA Editora, 13ª obra da autora. O evento será na Livraria da Travessa do Shopping Leblon, na zona sul do Rio, às 16h e vai contar com intérpretes de Libras. O livro, além da versão impressa, está disponível em vários formatos: em braile, em DVD contendo legenda em português e em Libras e outra com animação com audiodescrição. Encartado no livro, um CD apresenta a história como um livro falado e conta com um dispositivo que permite converter o texto para um leitor de tela.  O local conta com acessibilidade arquitetônica

“Sonhos do dia” narra a história de uma menina que não se conformava em passar as noites sonhando e, ao acordar, eles iam embora. Ao pedir ajuda, ela acaba mobilizando outras crianças a participarem da aventura, ou seja, sonhar acordado.
À frente da ONG Escola de Gente, Claudia Werneck volta seu trabalho para a causa da acessibilidade e a inclusão social. |De sua premiada produção literária, pode-se destacar obras como “Quem cabe no seu todos”, “Ninguém mais vai ser bonzinho na sociedade inclusiva”, “Meu amigo Down”, entre outros títulos.
Convite do lançamento do livro Sonhos do Dia, de Claudia Werneck