Loading...
NOSSA PROPOSTA

Este blog é uma realização de jovens jornalistas da Universidade Salgado de Oliveira, em Niterói, trazendo o que acontece na cidade e adjacências nas áreas de educação, moda, cultura, lazer, esportes, política, economia, responsabilidade social e temas da atualidade, destacando o jornalismo comunitário.

Pesquisar este blog

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

IMPASSE SOBRE SALÁRIOS TIRA INTÉRPRETES DE LIBRAS DAS ESCOLAS DO RIO

Renato Landim

Alunos surdos da rede estadual de ensino do Rio de Janeiro estão sem poder contar com intérpretes de Libras nas salas de aula há três meses. Isso devido a um problema no repasse da verba à empresa Captar, de Fortaleza, contratada pela pasta desde o ano passado, e responsável por recrutar esses profissionais. Assim, cerca de 300 intérpretes não receberam os salários relativos aos meses de junho, julho e agosto deste ano.

A Secretaria de Educação emitiu uma nota na qual esclarece que sempre fez o pagamento corretamente à empresa, mas verificou que em um dos meses a Captar não efetuou o pagamento dos funcionários. Em razão disso, reteve a importância que seria destinada no mês seguinte para que a própria secretaria fizesse o pagamento aos intérpretes. A Secretaria frisou ainda que contratou uma nova empresa para atender aos alunos deficientes auditivos e vai aproveitar também os intérpretes que atuam nas escolas do Estado. Entretanto, esbarra na questão jurídica para normalizar a situação, contando ainda com o pagamento dos salários em atraso.

A situação inclusive foi tema de debate na Comissão de Defesa da Pessoa Portadora de Deficiência da Assembleia Legislativa do Rio. O presidente da Comissão, deputado Márcio Pacheco disse que pretende marcar uma reunião com os intérpretes para colher mais detalhes sobre a questão. De acordo com o parlamentar, a intenção é que eles voltem às salas de aula, pois, segundo ele, são cerca de mil alunos comprometidos em todo o estado. O parlamentar acrescentou que vai cobrar da Secretaria de Educação informações sobre a Associação de Intérpretes do Estado do Rio, a nova empresa contratada pelo órgão, e indagar se esta irá absorver os profissionais vinculados à Captar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário