Loading...
NOSSA PROPOSTA

Este blog é uma realização de jovens jornalistas da Universidade Salgado de Oliveira, em Niterói, trazendo o que acontece na cidade e adjacências nas áreas de educação, moda, cultura, lazer, esportes, política, economia, responsabilidade social e temas da atualidade, destacando o jornalismo comunitário.

Pesquisar este blog

segunda-feira, 6 de junho de 2011

ESCOLAS ESPECIAIS NO RIO RECEBEM APOIO DE DILMA CONTRA FECHAMENTO DAS UNIDADES DE ENSINO

Texto e foto: Renato Landim

A presidente Dilma Roussef não vai medir esforços para evitar que as escolas especiais no Rio de Janeiro sejam fechadas. Conversa nesse sentido foi mantida com o Senador Lindberg Farias (PT), na semana passada, em Angra dos Reis, e relatada ao deputado Comte Bitencourt, presidente da Comissão de Educação da Assembléia Legislativa do Rio. O parlamentar fez o anúncio ao final da audiência pública na última sexta-feira, na Alerj, em que foi debatida a Meta 4 do Plano Nacional de Educação, que será votado nesta terça-feira, em Brasília.

No encontro, vinte e duas representações, entre associações em prol dos deficientes físicos, educadores, alunos, autoridades e sociedade em geral discursaram para um plenário lotado. Os debates, a maioria acalorados, foram unânimes em refutar a emenda do PNE, que prevê universalizar a educação inclusiva de jovens e adolescentes entre 4 e 17 anos na rede regular de ensino. No entanto, o item não garante a permanência da escolaridade nas escolas especializadas e nas classes especiais, como o Instituto Nacional de Surdos (INES) e o Instituto Benjamin Constant (IBC).

Em seu discurso, a diretora do Ines, Solange Rocha, destacou a importância da instituição dentro da esfera do ensino. ”As pessoas precisam entender que isso nos afeta diretamente. Queremos educação e inclusão, sim, mas as duas com qualidade”, frisou. O deputado Márcio Pacheco, presidente da Comissão da Pessoa com Deficiência da Alerj, observou que a audiência mostrou que a sociedade tem poder.

O deputado Comte Bitencourt salientou que as propostas apresentadas serão encaminhadas aos parlamentares da bancada federal, notadamente aqueles que abraçam o debate sobre educação inclusiva. Presente a audiência no Rio, o deputado federal Otávio Leite (PSDB-RJ), presidente da Frente Parlamentar da Pessoa com Deficiência da Câmara, colocou-se como responsável por defender, em Brasília, as propostas discutidas na Alerj. A discussão em torno do Plano, segundo o parlamentar, precisa priorizar a educação de qualidade e também a inclusão. A reunião também contou com as participações dos deputados estaduais Marcelo Freixo (Psol) e Robson Leite (PT), ambos membros da Comissão de Educação, além do deputado federal Chico Alencar (Psol-RJ) e dos vereadores do Rio Paulo Messina (PV) e Eliomar Coelho (Psol).

Plenário lotado ouve atento às críticas de diversos setores contra a meta 4 do Plano Nacional de Educação, em audiência pública, na Alerj

Nenhum comentário:

Postar um comentário